O violento despejo de 30 famílias Pataxó da Aldeia Aratikum alerta para os perigos de novas ações – por Casé Angatu Xukuru Tupinambá

despejo-pataxo

fotos: redes sociais

 

A estadia da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) FUNAI e INCRA, entre os dias 29/06/2016 – 02/07/2016, (em Ilhéus, Una e Buerarema), bem como a ameaçadora fala do Ruralista Deputado Federal Luis Carlos Heinze (PP/RS), em junho/2016, comemorando a posse do novo Ministro da Justiça do governo golpista, foram prenúncios de ações como a que ocorreu hoje (13/10/2016) com os Parentes Pataxó da Aldeia Aratikum.

pataxo2

Denunciamos a violência do que aconteceu com nossos Parentes, como bem faz o texto do CIMI. Porém, é necessário ficarmos alerta porque novas ações como está podem acontecer agravando os conflitos aqui na região.

Se no governo anterior não alimentávamos ilusões em relação às demarcações, com o atual governo golpista piorou. Na nossa compreensão, existe mesmo o receio que ações como esta contra nossos Parentes Pataxó da Aldeia Aratikum sejam recorrentes.

Porque pensamos assim: o governo anterior em relação aos Povos Indígenas possuía contradições. No atual governo não existe contradição nenhuma. Além disso, o atual governo está barrando direitos sociais já adquiridos, imagina então os direitos daqueles, como a demarcação territorial de muitos Povos Indígenas (este é o caso de muitos territórios aqui em nossa região), que ainda não foram oficializados.

pataxo3

Ou seja, tristemente pensamos que cresce o perigo de “reintegrações de posse”, revisões de demarcações, fortalecimento da CPI da FUNAI/INCRA, sucateamento da FUNAI, criminalizações dos Índios que lutam e aprovação da PEC 215.

OBS: reparem, especialmente viu meus Parentes, que aqui citamos Luis Carlos Heinze do PP/RS e o texto do CIMI citou Agnelo Silva Santos Junior do PSD/BA. Políticos de dois Partidos (PP e PSD) contrários à demarcação e com forte presença da bancada ruralista. Porém, nas eleições municipais locais candidatos destes partidos e de outras tão ruins à nossa causa apareceram para pedir voto em nossas Tabas. Escrevemos isto para dizer que nossos Parentes precisam ter mais clareza de que a política local tem profundas relações com a política estadual e federal. Nem bem acabaram as eleições ocorrerem ações com PEC 241, Reforma da Previdência e esta “reintegração” de posse.

TODA FORÇA AOS NOSSOS PARENTES PATAXÓ DA ALDEIA ARATIKUM !

AIÊNTÊN !

Casé Angatu Xukuru Tupinambá – Professor universitário na Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC – Ilhéus – Bahia

2 comentários sobre “O violento despejo de 30 famílias Pataxó da Aldeia Aratikum alerta para os perigos de novas ações – por Casé Angatu Xukuru Tupinambá

  1. Pingback: Comentários sobre o II Festival Internacional de Tecnoxamanismo na Aldeia Pará Pataxó. – Tecnoxamanismo

  2. Pingback: Comments on the II International Festival of Technoshamanism in the Aldeia Pará, Pataxó Village. – Tecnoxamanismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s